Transporte de instrumentos musicais: alguns cuidados para ficar atento

Transporte de Instrumentos Musicais em Viagens

Seja em curtas distâncias ou em viagens nacionais e internacionais, uma grande preocupação dos músicos é a forma que o instrumento musical será transportado. As companhias aéreas têm algumas especificações quanto ao tamanho e peso da bagagem e muitas vezes não é possível transportar certos equipamentos em voos.

Pensando nisso, e na necessidade de manter a qualidade do seu instrumento musical, nós, da equipe Multisom, reunimos aqui algumas dicas de como cuidar dele durante suas viagens. Confira!

Viagens de avião

Para viagens de avião, as grandes companhias possuem políticas semelhantes. Se o instrumento não exceder as dimensões e o peso previsto por cada empresa, ele poderá ser transportado no voo.

A Gol, por exemplo, estabelece o limite com dimensões de 40 cm x 25 cm x 55 – ou 115 cm lineares – e até 10 kg para bagagens de mão, tanto para voos domésticos quanto para voos de longo-curso. Portanto, instrumentos pequenos como violinos e violas podem ser levados na aeronave – desde que guardados em cases e bags, de preferência com cantos arredondados e rígidos, e embalados corretamente.

Para instrumentos delicados e de grandes dimensões como um violoncelo, por exemplo, a dica é levá-lo com você na cabine. A única forma de garantir o lugar é comprando uma passagem dedicada para o instrumento, infelizmente. Nesse caso, o equipamento não pode pesar mais que 46 quilos, nem medir mais que 290 centímetros e, acredite, deve viajar com o cinto de segurança.

No Brasil e na América do Sul, o limite de peso por pessoa é de 23 kg. Dessa forma, 46 kg seria o peso somado para dois passageiros. Para viagens internacionais, esse número aumenta para 32 kg e as dimensões da bagagem para 158 cm lineares. Algumas companhias internacionais, como a AirFrance, exigem que o passageiro faça um contato 48 horas antes do voo para alinhar qual a melhor forma de transportar o instrumento.

Uma outra dica é chegar com antecedência no aeroporto para fazer o check-in e tentar ser um dos primeiros a entrar na aeronave. Se você decidir despachar o instrumento, deverá identificá-lo corretamente. Para fins de segurança, leve a nota fiscal, caso seja preciso declará-lo junto à Receita Federal.

Viagens de carro ou ônibus

Ao transportar o instrumento de carro ou ônibus, é preciso saber que o equipamento pode esquentar e que o aumento de temperatura leva à deformação. Por isso, em caso de viagens de carro, procure transportá-lo no banco traseiro – e não nos pés do carona ou no porta-malas. Em viagens de ônibus, procure levar o instrumento com você no veículo e não no bagageiro padrão, onde o ele poderá sofrer impactos. Reforçamos aqui a necessidade de usar cases e bags rígidas e resistentes para que a viagem não cause danos graves no seu instrumento. Nesse caso, é importante ficar atento ao limite máximo de 30 quilos por passageiro.

Esperamos que você tenha gostado das dicas que nós, da equipe Multisom, trouxe para você cuidar do seu instrumento durante as viagens. Até a próxima!

Share this Story
Load More Related Articles
Load More By Especialista Multisom
Load More In Dicas

Deixa uma resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

Check Also

Diferenças entre mesa de som digital e mesa de som analógica

A mesa de som, ou mixer, é um ...