Tipos de acordeon: conheça melhor esse instrumento!

Tipos de acordeon

O acordeon é um instrumento que possui uma sonoridade bem particular, capaz de encantar quem ouve. Aqui no Brasil, é encontrado em boa parte da música popular brasileira, passando desde pela música gaúcha até o forro e o sertanejo. Esse instrumento de tecla, à primeira vista, pode até causar uma certa estranheza, mas no fundo tem um funcionamento bem simples.

Nesse conteúdo, nós, aqui da Multisom, vamos falar melhor sobre os tipos de acordeon e abordar algumas características para que você possa conhecer melhor esse instrumento. Vem com a gente!

Principais tipos de acordeon

Para falar dos tipos de acordeon, é necessário entender um pouco melhor sobre o seu funcionamento. Basicamente, sua estrutura é formada por duas caixas retangulares em posição vertical que estão ligadas por um fole de cartão plissado. O som é emitido pela vibração da passagem do ar através do movimento do fole e pelas palhetas, que são acionadas quando se pressiona as teclas.

Todos os acordeons possuem a mesma lógica de funcionamento, mas cada um tem as suas particularidades. Em geral, podemos classificar os acordeons em dois tipos: cromáticos e diatônicos. Entenda melhor sobre cada um:

Acordeon Diatônico

Tipos de acordeon

Fonte: Multisom

O acordeon diatônico é o tipo mais comum no Brasil, que pode ser encontrado nas versões com teclas (acordeon piano ou pianado) e botões (gaita botão ou ponto). Em geral, a característica desse instrumento é que ele apresenta notas diferentes quando se abre e fecha o fole. É muito popular tanto na cultura gaúcha, com as músicas tradicionalistas, quanto na nordestina, com o forró, podendo ser conhecido também como gaita ou sanfona, dependendo da região.

Acordeon Cromático

Tipos de acordeon

Fonte: Pampiana

Já o acordeon cromático é caracterizado por ter botões dos dois lados, sendo que, no lado direito, a disposição dos botões segue a ordem das escalas cromáticas. Esse instrumento se originou de uma reorganização nas palhetas de um acordeon diatônico, produzindo notas com maior alcance. Apesar de não ser muito popular no Brasil, seu som é muito apreciado em países europeus.

Número de baixos

Na hora de escolher qual o melhor acordeon para você, é importante entender que dentro da estrutura do instrumento existe uma importante definição, que são os baixos. Eles são botões tocados com a mão esquerda como um acompanhamento, produzindo notas graves e acordes num ritmo determinado pelo estilo de música. Também podem exercer a função de baixo-livre (como pedais em um órgão).

Quanto maior for o número de baixos de um acordeon, maior será seu alcance de notas graves. Os principais tipos são:

Tipos de acordeon

Fonte: Youtube

Registros do acordeon

Além do número de baixos, ainda existem os registros! Basicamente são teclas que alternam quais as oitavas são tocadas, modificando o som do acordeon. Seu número varia conforme o modelo do instrumento e o número de palhetas, dando sonoridades diferentes ao acordeon.

Agora você conhece os tipos de acordeon e sabe muito mais sobre esse instrumento tão incrível e popular no Brasil. Esperamos que tenha gostado! Se tiver qualquer dúvida, deixe seu comentário abaixo ou entre em contato conosco!

Share this Story
Load More Related Articles
Load More By Especialista Multisom
Load More In Teclas

4 Comentários


  1. Teófilo Souza Pedrosa

    5 de dezembro de 2018 at 09:11

    Bom dia! Aprecio imensamente o acordeon. Porém, nunca “toquei” em uma. Pergunto: o leigo, como eu, já idoso, conseguirá tirar algumas notas deste instrumento? Obrigado!

    Reply

    • vani moura

      10 de março de 2019 at 21:24

      este negócio que dizem que pra se aprender um instrumento tem que começar de novo e mito música não tem idade oque vai contar e a sua dedicação eu comecei a aprender teclado a um ano e já toco muito bem pra um novato eu tenho 38 anos comecei com 37

      Reply

    • Edimar Az.

      15 de março de 2019 at 20:05

      Nunca é tarde para aprender! Inúmeros acordionistas começaram a aprender quando já estavam aposentados, em virtude de, na juventude, estarem ocupados demais com o trabalho e/ou outras prioridades. Você descobrirá um universo de possibilidades musicais e terá um projeto de vida próprio, e com dedicação alcançará, com certeza, excelentes resultados. Seja bem-vindo a esse mundo!

      Reply

  2. Noslefa

    18 de janeiro de 2019 at 03:54

    Oi ..idoso como você..toco esse instrumento desde criança e posso dizer que é possível sim…se dedicar um tempo por dia esse instrumento trará muita satisfação.. abraço

    Reply

Deixa uma resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

Check Also

Teclado Casio CTK 1550 é bom?

Não importa se é estudante, iniciante ou profissional, ...