Ouvido absoluto ou relativo: qual a diferença?

ouvido relativo ou absoluto - imagem de um ouvido

Em geral, as pessoas já nascem com a capacidade de reconhecer sons e, conforme o tempo passa, ela vai “amadurecendo” o ouvido e compreendendo cada vez mais. Mas é o sentido aguçado da audição que diferencia uma pessoa normal de um músico, pois ele consegue ouvir, reconhecer e identificar natural e detalhadamente os sons e notas.

O ouvido absoluto e o relativo, como você verá abaixo, são justamente maneiras de reconhecer notas e seus nomes a partir de técnicas de memória. Se você quer saber mais sobre essa habilidades, confira o texto que nós, da Multisom, preparamos para você!

Ouvido absoluto

A pessoa com ouvido absoluto é aquela que consegue ouvir uma nota de qualquer instrumento e identificá-la com facilidade. Por causa disso, um cantor, por exemplo, consegue cantar as notas de uma música sem precisar ouvir a introdução delas antes.

Muitos dizem que o ouvido absoluto está ligado a um dom de nascença. Beethoven e Mozart, por exemplo, possuíam essa capacidade e, mesmo sem saber nenhuma nota musical, conseguiam compor peças e sintonias. Contudo, também é possível desenvolver essa habilidade se tiver muita dedicação.

Uma técnica para treinar o ouvido absoluto é ouvir as notas musicais e ir nomeando-as. Essa percepção está ligada à memória musical de cada pessoa e à capacidade de memorizar as notas correspondentes. Dependendo do caso, esse treinamento irá exigir meses ou até anos de estudo.

Ouvido relativo

Já a pessoa com ouvido relativo consegue ouvir uma nota e identificá-la, se ouvir outras notas junto. Ela irá comparar e decifrar a partir da análise das alturas tocadas. Também é possível identificar as notas através de campos harmônicos e cadências modais, que são outros parâmetros que auxiliam na identificação.

A pessoa com essa percepção consegue treinar o ouvido para entender um conjunto de situações e combinações que poderão acontecer durante uma música. Ou seja, a partir de um “contexto” musical. Uma técnica para desenvolver ou treinar essa percepção é tocar notas, sequências e ritmos a partir da reprodução e tentar identificar tipos de acordes e escalas.

Qual a diferença entre ouvido absoluto e relativo?

Existem diversas discussões a respeito do ouvido relativo e do ouvido absoluto. Tendo isso em vista, a verdadeira diferença entre eles está na capacidade de receber e interpretar as notas na memória, como já falamos acima. Mas, em resumo:

  • A pessoa com o ouvido absoluto consegue identificar uma nota de uma maneira natural para os ouvidos. Já quem tem o ouvido relativo precisa de ajuda para compreender uma nota através da execução de outras notas ou acordes;
  • O ouvido absoluto é apontado como um dom mais do que uma técnica, sendo uma capacidade rara nas pessoas;
  • O ouvido relativo compara e reproduz notas a partir do seu leque de conhecimento.

Apesar das diferenças, o que realmente conta é ter o seu ouvido treinado para identificar as notas, não importando a técnica! Quanto mais você ouvir uma nota através de exercícios, mais fácil será de reconhecê-las. Lembre-se que essa habilidade está mais relacionada à memória musical do que qualquer outra coisa. Por isso, praticar é sempre a melhor forma de ter o ouvido treinado!

Agora que você conhece a diferença entre o ouvido absoluto e relativo, sabia que afinar instrumentos pode ajudar a aguçar a percepção musical? Confira 5 dicas para afinar violão e guitarra!

 

 

Share this Story
Load More Related Articles
Load More By Especialista Multisom
Load More In Dicas

Deixa uma resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

Check Also

Transporte de instrumentos musicais: alguns cuidados para ficar atento

Seja em curtas distâncias ou em viagens nacionais ...