Caixa de som ativa ou passiva? Conheça a real diferença!

Caixa de Som

Caixa de som ativa ou passiva? Essa é uma boa pergunta, já que qualquer um pode chegar nessa dúvida na hora de escolher um produto, ou até pode ter uma ideia errônea quanto a definição de cada uma. E para que você faça a compra certa, seja para usar em casa, no estúdio ou até no palco, nós trouxemos uma visão simplificada do que é cada uma e quando usar. Olha aí!

O que é a caixa de som ativa?

A explicação mais fácil e clara sobre a caixa de som ativa é que ela funciona de forma independente, graças a um amplificador embutido em seu sistema, o que é a principal diferença em relação a caixa passiva. Basta ligar na tomada, lembrando que alguns tipos vêm com bateria interna e outros precisam da alimentação constante durante o uso.

E é por causa desse “a mais” que ela permite recursos avançados em relação a outra, como:

  • Um som mais “limpo”, pois não há interferência de muitos fios de outros equipamentos ligados a ela, que podem acabar influenciando em ruídos, por exemplo.
  • Um deslocamento mais prático para quem precisa levar sua caixa de som para outros lugares, isso porque a caixa ativa, geralmente, exige menos equipamentos envolvidos para a reprodução do som.
  • Diversas opções de regulagem do som, como o controle de graves e agudos, entradas para outros dispositivos (microfones, cabos USB, cartão de memória, entre outras opções que variam de modelo para modelo).

Quando escolher a caixa de som ativa?

Não há muito mistério para saber se o que você precisa é uma caixa ativa ou passiva. Com apenas algumas perguntas, a gente ajuda você a definir isso. Olha só:

  • Você precisa de um equipamento mais compacto e que seja fácil de locomover por aí (de casa para o estúdio, ou para pequenas apresentações, até para palestras e outras ocasiões parecidas)? Então, o ideal é a caixa ativa, assim você não vai precisar carregar um amplificador separado e mais outros complementos possíveis (cabos, por exemplo);
  • Você já tem caixas de som passivas? É interessante saber que a caixa de som ativa também serve como um amplificador para elas, ao invés de adquirir um separadamente.
  • Você já tem um amplificador e quer uma caixa de som para plugar nele? Ótimo, então o que você precisa é uma caixa passiva, que vamos falar a seguir.

E o que é caixa de som passiva?

Diferente da ativa, a caixa de som passiva precisa de um amplificador ligado nela para que o sistema funcione. Sem isso, ela fica muda, simples assim. Logo, seu objetivo de uso é apenas a reprodução sonora, sem a necessidade de alimentação direta de energia, deixando o controle de volume e equalização para um amplificador independente ou, até mesmo, a própria caixa de som ativa.

Quando escolher a caixa de som passiva?

Essa é uma decisão bem simples: você já tem um amplificador ou uma caixa de som ativa? Porque se tiver e só quiser mais uma caixa de som, a passiva cumprirá bem o papel. Não tem um amplificador independente e não pretende gastar com isso? Então, a caixa ativa pode ser a sua melhor alternativa.

Outra situação que acontece bastante com músicos é quanto ao espaço de apresentação ou ensaio. É importante ter em mente que a caixa de som ativa requer que você fique sempre perto dela para fazer qualquer ajuste na sonoridade, enquanto as caixas passivas podem ficar fixas em qualquer lugar e apenas o amplificador independente ser deslocado para perto de você.

Se você leu até aqui e identificou que precisará comprar um amplificador independente, temos esse conteúdo do link que explica tudo o que você precisa saber sobre os modelos do equipamento e para que serve cada um. Se informe lá! 

Tem diferença de preço?

Sim, mas não é tão simples quanto dizer que “a caixa de som passiva é mais barata que a ativa”, isso vai depender da marca, do modelo e dos recursos de cada opção. Mas, o que podemos afirmar quanto a questões de valor é que as caixas passivas costumam ser mais baratas que a ativas, se comparar a faixa de preço de um mesmo modelo ou semelhante.

Para você visualizar melhor, aqui vai um exemplo de comparação que pegamos de nossa loja:

Caixa de Som Passiva Frahm

Multisom

Caixa de Som Ativa Frahm

Multisom

Acima, a primeira imagem é uma caixa de som passiva da Frahm e a segunda é uma caixa de som ativa da Frahm também, de modelos bem semelhantes para fazermos a comparação de preço. Nesse caso, a ativa está em uma média de R$800,00, enquanto a ativa de R$1.200,00.

Olhando os modelos de frente, nem dá para identificar qual caixa de som é ativa ou passiva, não é? Mas, agora por curiosidade, olha a imagem de costas das mesmas caixas que falamos acima:

Caixa de Som Passiva Frahm

Multisom

Caixa de Som Ativa Frahm

Multisom

Deu para perceber, só pelo menu de controle, qual é a caixa ativa, não é?

Tem diferença de tamanho e peso?

Não, pois você encontra tanto caixas de som ativas quanto caixas de som passivas em diferentes tamanhos, peso, cores, marcas, modelos e mais uma lista de itens para escolher no mercado. Não se preocupe quanto a isso. Seja qual for o estilo de caixa de som que você procure, irá encontrar para ambas as classificações.

Então, essa é a real diferença?

Basicamente, essa é a grande diferença entre as caixas de som passivas e ativas: a ativa possui amplificador interno e é ligada na tomada, por causa disso consegue oferecer recursos de ajuste na qualidade e controle do som. Enquanto que a passiva serve apenas para reprodução de som, não depende de uma tomada, mas precisa de um amplificador ou uma caixa ativa para funcionar.

E essa é a real diferença entre caixa de som ativa e passiva. Ficou alguma dúvida ou sugestão para agregar no conteúdo deste texto? Deixe um comentário para nós, logo abaixo!

Share this Story
Load More Related Articles
Load More By Especialista Multisom
Load More In Dicas

1 Comentário


  1. Juvenil

    20 de junho de 2019 at 22:42

    Caixa de som ativa ja tem o rádio?

    Reply

Deixa uma resposta

Seu e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

Check Also

Estudo completo sobre a escala menor melódica

Depois de apresentarmos, aqui no blog, as escalas ...